Março de 2009 por Will Lukazi

''Já fui Caminho, já fui Paisagem e hoje eu sou Destino ''

Post 141

sexta-feira, 1 de julho de 2011.








Fui declarado vivo no dia 15 de Março de um ano qualquer. 


Antes disso eu não me lembro de nada. Eu juro. Sou inocente de qualquer presepada cometida por mim antes d'eu nascer. Talvez seja possível que eu passeasse com Deus pelo Cosmos ou estivesse visitando coisas das quais ser humano nenhum saiba como imaginar ou muito menos sentir. Talvez eu fosse poeira de estrela ou o osso do dinossauro que viraria meu Pen drive ou petróleo mais tarde. Sei lá. Se já me é difícil dizer para onde vou tendo já vivido alguma coisa, imagina eu saber de onde eu vim sem nunca ter vivido nada. 
Ainda criança, sentia um balançar de coisas umas sobre as outras em meu peito, as quais chamei de sonhos e outras chamei de medo. E ambas andaram e andam lado a lado comigo até os dias de hoje. Só não sei quem é quem ainda.


Atualmente passo o tempo vendo pessoas queridas sendo declaradas mortas ao meu redor a todo instante e de todas as maneiras possíveis.


Não sei quem pode suportar isso por muito mais tempo. Essa coisa de ser forte pra caramba também é pra caramba que se cansa!
Eu queria era voltar a alguns milênios e perguntar a Moisés o que é mais fácil: partir um Mar ou uma Alma ao meio? A minha se parte toda vez que alguém querido é declarado morto. Talvez Noé enfiasse no meio do assunto e me dissesse que é mais fácil construir um barco de madeira que não se afunda mesmo após 40 dias e 40 noites de longa chuva.


As coisas me são exatamente assim. É assim que as vejo e sinto e falo e me revolto e blogo e explodo e pronto.


__Homenagem a Dona Tereza, querida amiga, que resolveu provar que realmente era um Anjo. E juro que a vi numa nuvem dia destes...e ela sorria.


Tânia Mara - Gostava tanto de você






21 Comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Will
Cada pessoa querida que morre, morremos um poco, no final somos apenas parte ainda viva.
Abração

Jão disse...

Isso aqui é uma grande escola, temos que ter a consciência que nosso mundo não é esse, lá é bem melhor por isso ela sorria.


Abraços!

Van disse...

No dia 30 postei lá no Bloguito uma singela homenagem que fiz ao meu pai , por seus oito anos de partida... Engraçado e ao mesmo tempo triste , porque usamos a mesma música para tratar a mesma dor : a sua recente e a minha mais afastada mas ainda latente aqui...

É uma dor que nunca apaga , nunca esquecemos , ninguém leva e o tempo só vai murchando , mas quando aperta a saudade ela retorna.

Mas é a vida e seus percalços. A morte para mim é um até breve , até um dia. Acredito muito nisso. E isso é o que me faz ter meu pai sempre aqui, impregnado em cada célula do meu ser.

Cada um que vai leva um pedaço da gente , mas deixa também um pedaço dele enorme conosco. Meu grande abraço e terno beijo a vcs e ao anjo que partiu ! Aqui sempre...

www.meusescritoseoutraspalavras.blogspot.com

Lena disse...

Oi, Will, meu querido

Passando aqui pra te dizer que o Amadeirado hoje chegou à marca dos 600!!!
Então, dê um pulinho lá e pegue seu selinho no post Gratidão, pq vc é meu super parceiraço nesse trabalho que eu amo. Sem você, tenho a mais absoluta certeza, que o Blog não seria o mesmo. Bjkas com carinho.

Anônimo disse...

Aos meus Amigos: Déia e Will ( todos os familiares)
Lembro que Jesus chorou a morte de seu amigo Lázaro (a quem amava muito) mesmo tendo o poder de ressuscitá-lo. Se Jesus foi tão frágil por que nós, simples mortais temos que sermos fortes? Neste momento de sentimentos diversos Deus nos permite essa "explosão" para que possamos recomeçar (mesmo que demore).
Me peguei lembrando das pessoas queridas e amadas que partiram, (pra mim cedo demais).
No último dia 12 de junho , foram 27 anos que minha mãe partiu. E agora faz 1 ano que um grande amigo também se foi.
Não importa o tempo, a saudade é do mesmo tamanho.
Mas a alegria de um dia tê-los em nossas vidas nos faz agradecer todos os dias.
Agradeço por cada sorriso, cada palavra, aprendizado, cada abraço, carinho, cada momento de partida e de reencontro.
Com o tempo aprendi a sorrir e esperar.
Porque tenho certeza que um dia vou pegar o mesmo trem para as estrelas. (Todos nós)
Até lá olho para céu e os procuro nas estrelas.
E ás vezes quando clamo por alguns dos Anjos de Deus. Sei que tenho muitos em especias intercedendo por mim.

Agora no céu tem mais um Anjo, intercedendo por vocês e por nós.
Um abraço amigo!
Força Sempre!!!

Van disse...

Oi Will

bela maneira a sua de extravasar a sua dor, a sua perda!

E vamos vivendo para pousar onde não sei, talvez em uma nuvem, talvez...ah não sei.

Enquanto podemos vamos trocando afetos e sonhos, alegrias e aprendizados, às vezes meio duros, mas sempre bons.

Mil beijos!

Sue disse...

Oi, Will!
Vim conhecer vc... e fui ficando, ficando... (Se gostei?! Imagina... rsrs... Adorei!)

Beijinhos!

Ligia Barbosa disse...

Lindo Texto Will!
Lembrei de uma música da Banda Catedral "Tenho certeza que vou te encontrar, não sei o dia e a hora, mas sei o lugar... Sei que você está bem, mesmo assim, isso não me impede de chorar..."
Acho que a morte não é o fim, é só o começo de uma nova jornada fora da Terra.

PS: Obrigada pelo selo Will! Ando muito sem tempo, por isso demoro de postar, de agradecer e tudo mais! Mas eu não abandonei as coisas...rs

Grande Beijo!

Will Lukazi disse...

Olá Wanderley!Tudo bem contigo?

É verdade sim, meu amigo! Morremos um pouco e fica restando pouco de nós.
Obrigado pelo comentário e por sua presença aqui.

Super Abraço!

Will Lukazi disse...

Olá Jão!Tudo bem contigo?

Bendito comentário o teu, jão. Também acho que isso aqui é uma grande escola. Considero a vida dois momentos distintos: aquele momento em que estamos sérios dentro da sala de aula e também aquele na hora do recreio em que nos divertimos. Acho que toda nossa obrigação é saber viver com sabedoria os dois momentos distintos e saber que Alguém maior tocará o sino final.

Obrigado por ter vindo, meu amigo.

Super Abraço!

Will Lukazi disse...

Olá Senhor anônimo!Tudo bem contigo?

Imagino sim o quanto Deus tenha sofrido, mas imagino também que esse momento tenha sido um grande alívio para Deus, tendo em vista as atuais condições em que a Humanidade havia chegado naquele momento, um lugar perigoso para os servos Dele viverem, um lugar que a cada minuto O fazia se arrepender de toda a criação.
Com certeza o dilúvio lavou a alma de Deus e uma vez mais cumpriu as escrituras que profeticamente diz que Deus sempre libertará Seu povo.

A peregrinação de Moisés com certeza só foi possível porque o espírito de Deus passeava por sobre as areias do deserto dia e noite. Deus como sempre estabeleceu um prazo de 40 anos a fim de certificar-se da retidão e do merecimento do povo para entrar na terra prometida, sendo que muitos se mancharam espiritualmente e sucumbiram ante o pecado e a desesperança. Mesmo Moisés não entrando na sonhada terra, eu creio que havia uma Terra à sua espera e em outro plano já planejada para ele e feita com a própria mão de Deus. Sem dúvida Deus escreve certo por linhas absolutamente tortas.

Agradeço pelas palavras! Não é fácil perdermos amigos e eu perdi sim uma grande e sábia amiga. Aliás essa vida parece um grande mar de perdas e ganhos. Sinto falta, em diferentes graus de intensidade, de muita gente que passou em minha vida. Gostaria de vê-las um dia novamente, de tocar-lhes, de poder ouvir suas vozes...mas algumas coisas parecem ser mais fortes que tudo e isso dói de uma maneira inimaginável.

Obrigado, Senhor Anônimo pela visita, pelas sábias palavras que de tão confortáveis mais parece um caminhar de mãos dadas em algum calçadão do Mundo.

Super Abraço!

Will Lukazi disse...

Olá Van! Tudo bem contigo?

Grandes palavras, Van! Esse momento é sempre difícil.
Apesar dos 8 anos, meus sinceros sentimentos pelo seu pai. Essa vida nos ensina que devemos ser fortes a todo momento e é assim que tem que ser.
Minha querida amiga tratava de um tumor cancerígeno no seio há 2 anos. Fazia aquelas coisas todas: quimioterapia e etc mas infelismente não resistiu.

Conforta-nos saber que ela vive na memória de Deus e ali com certeza ela também não foi esquecida.

Obrigado por ter vindo, Van.


Super Beijo!

Will Lukazi disse...

Olá Lena!Tudo bem contigo?

Obrigado pelo convite, pelo selinho e pelas palavras, Lena! Os méritos são teus, minha amiga.

Estou meio off, mas assim que eu resolver de alguns contratempos visitarei nosso querido AMADEIRADO.

Super Beijo!

Will Lukazi disse...

Olá anônimo! Tudo bem contigo?

Obrigado pelos votos de conforto e pelas palavras revitalizantes. Perder amigos nunca foi e nunca será fácil...sabemos. Com certeza as boas recordações os manterão vivos em nossa memória. Com o tempo, é como você disse, a gente acaba desenvolvendo fórmulas para amenizar a dor e é assim que ser mesmo.

Obrigado por ter vindo! Eu sabia que não faltaria.

Super Abraço

Will Lukazi disse...

Olá Van! Tudo bem contigo?

Obrigado, minha amiga! A gente tem que extravazá-la de alguma maneira, escolhi esta.

Sim, vamos vivendo até que chegue o dia em pousaremos numa Nuvem e tomara que seja numa nuvem.

Obrigado por estar aqui, minha amiga.

Super Beijo!

Will Lukazi disse...

Olá Sue! Tudo bem contigo?

Foi ficando, ficando, ficando...rsrsr....

Então eu aconselho a você que fique e fique e fique e fique...rsrsrsr.....

Que bom que gostou, Sue! Espero que volte outras vezes mais. O prazer foi todo meu.

Super Beijo!

Will Lukazi disse...

Olá Lígia! Tudo bem contigo?

Bela letra esta do Catedral, aliás uma banda que sempre gostei, desde 1997. Obrigado pelas palavras, pela presença. Eu precisava ouví-las e você as falou.

Quanto ao selo, foi de coração e você merece sim. Pode demorar vir aqui, desde que venha sempre que puder...rsrsr....

Super Beijo, Lígia!

blog da Paraguassu disse...

Querido Will,
Tudo o que podemos fazer nestes momentos de dor pelas perdas que temos de enfrentar nesta vida, é pensar que um dia nos encontraremos em um lugar muito bonito e poderemos abraçar aquele amigo(a) que nos deixou. Pense nisso!
Um beijo em teu coração,
Maria Paraguassu.

Will Lukazi disse...

Olá amiga Paraguassu! Tudo bem contigo?

Obrigado pelas revitalizantes palavras, minha amiga. Sua visita sempre ajuda a trazer algo bom a este ambiente aqui, acrescentando mais brilho e humanidade.

Agradeço por ter vindo!

Super Beijo!

Bloco de Notas disse...

Texto muito criativo.
Poderia ser muito bem usado em teatro ou monólogos.
parabéns!

Will Lukazi disse...

Olá Acyr Campos! Tudo bem contigo?

Obrigado pelas palavras elogiosas, meu amigo. Sinto-me muito honrado por elevar assim desta maneira este meu texto que fiz pura e simplesmente para homenagear uma grande pessoa que conheci e que saiu de cena fisicamente.

Visitei e gostei muito de teu Blog, fato que me fez seguí-lo, sendo que o visitarei constantemente. Muito bom mesmo os teus poemas e textos. Deixarei comentários.

Super Abraço!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Baixar Sertanejo - Templates Grátis