Março de 2009 por Will Lukazi

''Já fui Caminho, já fui Paisagem e hoje eu sou Destino ''

Post 122

sábado, 9 de abril de 2011.









Não é sensacionalismo o que carrego comigo nesse momento. Eu não sou dono de TV e escravo de índices de audiência e público e massa pulsante. Eu poderia falar sobre pena de morte, cadeira elétrica, receita de bolo ou amaldiçoar religiões e seitas espalhadas por todos os cantos deste Mundo. Mas, no fundo, eu não estaria tão convicto disto e minha natureza é a mesma daquele sapo que deu carona ao escorpião em suas próprias costas e que foi picado ao chegar do outro lado do rio. Já à beira da morte perguntaram ao sapo porque deu a maldita carona e ele disse que cumpriu sua natureza assim como o escorpião havia cumprido fielmente a dele. Sou como aquele sapo__um eterno pacífico por natureza e naturalidade .

Quem foi que permitiu que cidades se transformassem em novas selvas, inclusive mais mortais que aquelas onde vivem leões, najas e crocodilos? O que credencia alguém a estar no topo da cadeia alimentar entre meio a essa savana urbana e louca? Quem é o responsável por este ar gélido e esse clima seco e congelante que encontrou um porto seguro no coração do Homem? Quem é o criador desse Jurassic Park, onde Tiranossauros Rex virariam café da manhã em mesas de homens violentos e tiranos? Sabe aquele grito de dor dado naquela hora, daquele último minuto? Ninguém conseguirá apagá-lo. Nunca mais, pois ele já foi sentido e o que foi sentido não volta atrás. Tampouco aquele susto de morte misturado àquela lágrima de medo poderão desaparecer com o tempo. Seus pequenos donos se foram sem mesmo entenderem o que estava acontecendo. Ouvi relatos de que alguns acharam que tudo aquilo não passava de uma grande brincadeira. E só perceberam a realidade quando um líquido vermelho e viscoso se espalhou por todo o recinto e viram que a brincadeira não tinha nenhuma graça. Tanto estampido, tanto grunhido e um maldito cheiro de insanidade e pólvora no ar. 

Eu não queria falar. Eu queria era ficar em silêncio, sofrendo comigo mesmo, como sempre fiz a vida inteira. Mas é que todo aquele sangue espirrou bem em minha cara. Cada grito fazia meu tímpanos perder a vitalidade e juízo. E ao imaginar nos mínimos detalhes tudo que aconteceu ali, vi uma oportunidade ótima e única de ficar louco sem grandes esforços. 

Não sabemos a estória de cada um. Não sabemos quantos seres humanos são, na verdade, de verdade. Não podemos evitar que as pessoas sofram traumas pela vida afora. E nem entender todos os motivos e os não-motivos que o tornaram assassino. Nós mesmos já sofremos vários desses traumas. Não podemos conceber que de tempos em tempos surjam estes bárbaros empunhando aço. Se dizendo revoltados com todo o sistema, incluindo o sistema solar, saem extinguindo vidas de formas tão brutais e premeditadas. 

Infelizmente foi preciso ver um assassino dizimar 12 crianças com tiros na nuca e no peito para que nosso coração fosse descongelado novamente. Um coração que todos os dias vê as piores notícias acontecendo , mas que já estava  acostumado com tanta barbárie a ponto de dizer que as coisas são assim mesmo. Toda esta tragédia nos catapultou de onde estávamos, daquele coração de pedra e de semblante conformado para novamente nos elevarmos a condição de seres humanos__chorões, revoltados e emotivos. Trêmulos e gritando por justiça.

Agora sabemos novamente o que é a violência.  E da pior maneira : sentindo.





Não é necessário clicar nas imagens



26 Comentários:

C. disse...

Foi doído mesmo Will!

Mas vamos combinar que a mídia colabora para essa "falta de esquecimento", o que nao ajuda em nada a família das vítimas, e só nos lembra ainda mais que devem existir vários monstros no cativeiro mirabolando coisas esdrúxulas como foi com esse Wellington, e em silêncio...

Penso que dar mais atenção às crianças e adolescentes, seja uma grande mensagem que ficou dessa quinta-feira sangrenta.

Beijos!

нєllєи Cαяoliиє disse...

e daqui algum tempo o que farão? será fato esquecido assim como muitos casos não menos importante do que esse,como a de Isabella Nardoni,hoje ninguém mais fala,ninguém mais lembra, e continuará assim porque ninguém toma providência maior,acontece,divulgam, se esforçam até onde podem,ou 'querem' depois que todos esqueceram eles fazem o mesmo também,mas não culpo o assassino, se ele fosse submetido a tratamento psicológicos acredito que não teríamos perdido 12 crianças,e quanto ao governador do rio,cadê as providências? talvez a culpa não seja tão somente dele.
Ótimo Post Will
Beijos

O banquete de Edson disse...

Qdo vi que vc gostava Clarice tinha que lhe add, vlw

Anônimo disse...

"Mataram um menino/tinha arma de verdade/tinha arma nenhuma/tinha arma de brinquedo..."

"Me diz por que é que o céu é azul. Me explica a grande fúria do mundo..."

Renato Russo

"...E até a próxima vez"


Um abraço triste e amigo!

Zélia Gadelha disse...

O que se conclui é que esse Wellington era um jovem com disturbios sérios psicológicos que precisava de tratamento e infelizmente não teve o apoio nem da família, nem da sociedade. Que tamanha tragédia sirva como alerta, para que fiquemos mais atentos aos nossos jovens enquanto escola e família. Não quero aqui parecer insensível as vítimas, ao contrário, ainda estou engasgada com o choro, as lágrimas teimam em não cessar, me dói muito, e sinto-me angustiada com tamanha violência e em perceber o quanto somos impotentes diante as maldades do ser humano.
...E há tempos são os jovens que adoecem
E há tempos o encanto está ausente
E há ferrugem nos sorrisos
Só o acaso estende os braços a quem procura abrigo e proteção...
Renato Russo.
Bjusss

Thaise disse...

Adorei que tenha escrito aqui sobre essa tragédia que comoveu o mundo. É bom saber que pessoas como você, com opinião e um bom meio para expor, e compartilhar ideias, use isso para o bem. Vamos fazer da blogosfera uma corrente do bem.
Grande beijo amigo Will, e saudade!

Angel disse...

A crueldade e covardia são as piores atitudes cometidas pelo ser humano. Ninguem merece sofrer por ser criança...

Obrigada pela sua visita no meu Céu!

um anjo

Angel disse...

A crueldade e covardia são as piores atitudes cometidas pelo ser humano. Ninguem merece sofrer por ser criança...

Obrigada pela sua visita no meu Céu!

um anjo

Janine Oliveira disse...

É, o ser humano tende cada vez ser mais gélido. E o pior, casos como esses são tratados como produtos de duração corriqueira, sem levar em consideração as feridas que elas deixam e são cutucadas a bel prazer da mídia até que uma nova tragédia surja...

Jéssica Trabuco disse...

Foi muito triste isso que aconteceu, uma tragédia sem tamanhos.
Mas há tempo estamos gélidos, como você mesmo falou. E é bom a gente começar a pensar nas coisas sem que tragédias precisem acontecer para acordarmos.
Muito bom seu texto Will.
Um abraço.

Will Lukazi disse...

Olá Cris! Tudo bem contigo?

''A criança que fomos explica adulto que somos'' ( explica,mas não justifica)

Também penso como você Cris, os governantes investem muito pouco na área sócio-educativa, no amparo a jovens que necessitam cuidados e acompanhamento psicológico. Deixá-los a mercê do dia-a-dia é como deixarmos uma fera selvagem em plena cidade se desenvolvendo e ganhando cada vez mais massa assassina.O assassino tinha todo um perfil psicotico. A mãe dele era esquisofrênica, foi comprovado que o mesmo sofria inúmeros bullings qdo estudante, inclusive na escola que ele cometeu o crime, desde cedo todos notavam nele uma pessoa presa dentro do proprio mundo, era anti-social e admirava terroristas e atos de violencia. Agora eu pergunto: como é que alguém assim passa despercebido aos olhos de todos? Como alguém não conseguiu notar que uma pessoa assim precisava de ajuda?
O que esse assassino fez nao tem justificativa, mas eu pergunto: é pior aquele que mata 6 milhões de pessoas pela espada do que aquele que mata a mesma quantidade por omissão? O Estado se omitiu negando a este jovem e, hoje assassino, o direito de ser tratado, mas foi abandonado com todos os seus traumas vitimando todas essas crianças que nada tiveram a ver com esse histórico de vida dele. Agora sim, governantes aparecem de todos os cantos para brandarem o que é certo e errado e, claro, aproveitar para desejar ''sincero pêsames'' às famílias.

Triste, Cris...triste...


Super Beijo !

Will Lukazi disse...

Olá Hellen! Tudo bem contigo?

É como eu disse respondendo ao coment anterior da Cris__ havia um enfermo deteriorando mentalmente no meio da comunidade, mas a sociedade não soube ver o que estava acontecendo com ele, o Estado não soube o que estava acontecendo com ele. E ele de repente virou naquilo que ele estava dia apos dia se transformando: nesse sujeito frio, esquisofrênico, segundo especialistas da área forense, e que cometeu esse ato brutal, covarde e injustificável.

O pior é saber que igual a ele tem muitos outros jovens por aí crescendo nas mesmas condições. Talvez só venhamos a conhecê-los qdo e se fizerem um ato terrorista como este que aconteceu.

Vamos cada um participar da obra de sermos responsavéis sobre cada um. Que fiquemos atentos em nossa comunidade, em nossa escola, em nossa cidade, em nossa rua, em nosso bairro acerca de jovens e pessoas em geral que possuem um tipo comportamental estranho. Que passemos as informações para as autoridades competentes. Façamos a nossa parte.

Todo esforço para evitar que uma tragédia dessa se repita é válida.

Super Beijo !

Will Lukazi disse...

Olá Edson! Tudo bem contigo?

Obrigado por estar seguindo o BSW. Bom saber que, em parte, temos o mesmo gosto literário...

Espero que volte mais vezes.

Super Abraço !!

Will Lukazi disse...

Olá amigo anônimo! Tudo bem contigo ?

''...e o Brasil é o país do futuro''.

Renato Russo realmente sabia !


Super Abraço !!!

Will Lukazi disse...

Olá Zélia! Tudo bem contigo ?

Concordo plenamente com você, como pode ver nos comentários anteriores que respondi. Nada justifica a monstruosidade com que este rapaz interrompeu as vidas dessas crianças. No entanto se ele realmente possuia disturbios, conforme os especialistas forenses comprovoram,inclusive com um caso claro que era a mãe biológica dele, então o Estado pecou em deixá-lo transitando por aí entre meio pessoas normais e ordeiras.

Agora sim surgem as autoridades fazendo aquele discurso de sempre.


Como o Estado iria saber que o tal Wellington estava precisando de ajuda? Bem, se esse é o papel do Estado, então cabe a ele responder essa pergunta.

Super Beijo !!

Will Lukazi disse...

Olá Thaise! Tudo bem contigo?

Estamos sumidos né...rsrs...jurei que aparecerei por lá de surpresa tá bom...rsr...

Fatos como este nós não podemos deixar passar em branco. Penso que nós Blogueiros temos também uma grande responsabilidade social frente a estas questões sociais, seja de grande, média ou pequena repercussão.

Obrigado garota ! Aparecerei lá sim, viu...rsr


Super Beijo !!

Will Lukazi disse...

Olá Angel! Tudo bem contigo?

Obrigado pelo seu comentário.
Com certeza covardias como esta não podem passar em branco, não enquanto tivermos voz para bradar aos quatros cantos. Volte sempre !Seu blog é muito-muito bom mesmo.

Super Abraço !!

Will Lukazi disse...

Olá Janine! Tudo bem contigo?

Alguma coisa deverá ser feita. Acho que este crime será o divisor de águas entre as classes e sub-classes de violências urbanas. A tragédia nos mostrou um tipo de violência gratuita, se é que podemos usar esse termo. Matar apenas por matar e pronto. Matar apenas para se passar uma mensagem, pregar um dogma ou justificar um estilo de vida. Sem dúvida um tipo de violência diferente quando é motivado pelo interesse real de se obter alguma coisa: dinheiro, drogas, território ou mercadorias.

No caso desse tal Wellington, acredite Janine: ele já estava morto antes mesmo de ultrapassar o portão daquela escola pela última vez. Coube a ele apenas aumentar o número de óbitos.

Obrigado por comentar e pela presença.

Super Abraço !!

Su

Will Lukazi disse...

Olá Jéssica! Tudo bem contigo?

Sem dúvida o Brasil precisa acordar para as coisas que estão acontecendo todos os dias, em todos os lugares.
Não me pergunte com fará isso, pois o cabe ao Estado essa resposta.

Super Abraço !!

Will Lukazi disse...

ah Jéssica, lembrando que os governantes enfim apareceram para dar os devidos pêsames as famílias....
...normal.

Yohana SanFer disse...

Coerente e bem escrito! Faço das suas as minhas palavras neste texto!
Comentei em outro blog que compartilho da lágrima e de todos os sentimentos que um episódio assim nos faz ter. Pra mim, o episódio foge das questões de segurança e de saúde. Me vem como um alerta a família e a educação. Como estamos criando e educando nossas crianças? Quais serão os reflexos futuro do que proporcionamos e oferecemos hoje? Falta o olhar o outro com os olhos da essência, falta o aparato psicosocial como parte primordial dos investimentos em educação....de resto, é só lamentar e chorar a tragédia!
Gostei de seu post! Continue assim!

Matheus Farizatto disse...

Will, me identifiquei muito com o texto. Todas as emoções.

Essa foi a primeira tragédia que acompanhei em que tive vontade de chorar... um nó na garganta em imaginar o que aconteceu lá e na capacidade de um ser humano em fazer o mal.

Parabéns pelo texto. Maravilhoso.
E que bom que não guardou essas palavras.

A começar pela fábula do sapo e o escorpião. Também sou sapo.

Um abraço.

DRYELE disse...

foi tudo muito triste até hoje me pego chorando vendo as reportagens da tv.
otima semana
beijos
:)
andryelle.blogspot.com/

Will Lukazi disse...

Olá Yohana! Tudo bem contigo?

Realmente família e educação cabem nesta questão, mas não podemos nos esquecer de que ele teve toda a liberdade para pesquisar, comprar e treinar de forma clandestina com todo aquele aparato de guerra e saiu com ele em plena luz do dia sem ser incomodado por ninguém até cometer aquele injustificável e monstruoso crime, e como foi comprovado o assassino tinha indícios de esquisofrenia assim como a mãe biológica dele. Tudo isto nos leva a crer que a Segurança Pública e a Saúde de Estado tem sim um papel bem profundo em toda essa questão. A família sempre será a base pra uma vida psiquica e social saudável, mas dever ser cercada por toda a garantia de um Estado forte, atento e cumpridor de suas obrigações a fim de dar assistência aos cidadãos que estão sob seu julgo.
Agradeço, Yohana, ao seu comentário que nos deu nova luz a debates e idéias, uma das formas de crescermos e amadurecermos como pessoas e cidadãos.
Obrigado por seu elogio. Espero contar sempre contigo por aqui.

Super Beijo !

Will Lukazi disse...

Olá Matheus! Tudo bem contigo ?

Vejo que sua natureza permitiu que gotículas de sangue espirrassem também em teu rosto...

Infelizmente o ser humano cismou que está numa espécie bárbara de cadeia alimentar. Entretanto os motivos para devastarem outros da mesma espécie são totalmente banais e injustificáveis.

Viva os sapos !!!! Obrigado pelo coment Matheus. Espero sempre poder contar contigo. Volte sempre.

Super Abraço !!!

Will Lukazi disse...

Olá menina Dry! Tudo bem contigo?

Você o Brasil em peso está assim.
Vai ser uma daquelas feridas em que a cicatriaz doerá mesmo que se feche, e vai fechar, depois de muito tempo.

Simplesmente não há como se acostumar com coisas inaceitáveis e monstruosas como esta.
Obrigado pelo comentário.

Super Beijo !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Baixar Sertanejo - Templates Grátis