Março de 2009 por Will Lukazi

''Já fui Caminho, já fui Paisagem e hoje eu sou Destino ''

Post 144

sábado, 23 de julho de 2011.












Movido por um caminhar introspecto vou passeando pelo parque, passo-a-passo. E sobra-me tempo até para deixar confusas algumas pessoas mais próximas que por ali também passam. Elas acham que falo sozinho, mas não falo. No máximo falo comigo mesmo e comigo brigo e até pego pirraça. Estou na grama, sentado, cabisbaixo por sobre os joelhos elevados e abraçados por mãos que já não são fortes como eram antes. Consigo ouvir os pássaros, ouço o vento. Ouço minha consciência gritar mais que alto. Às vezes a gente se lembra dos erros graves que cometemos com outras pessoas e com nós mesmos. Algumas dessas pessoas nos perdoam e o difícil fica por conta da gente perdoar-se sem medo. Hoje neste parque  falta-me as palavras, não falta-me o cansaço, 
falta-me um beijo.  Mas acho que até ao final do dia, mais ou menos quando a lua já brilha, eu tope fazer um acordo em prol de minha saúde. Quem sabe até ao final do dia eu não descubra que perdoar a mim mesmo, embora seja um ato solidário e solitário, é o modo mais prático de fazer as pazes com a única pessoa que pode me destruir de verdade e mais cedo.







31 Comentários:

Van disse...

Perdoar é um exercício profundo , Super Will , que deve ser compartilhado e extraído do fundo da alma.

Não é tarefa fácil porque dotados que somos de nossa consciência , essa é que nos fica a cobrar e a apontar nossos erros e imperfeições. É ela quem não nos deixa descansar , quem não nos deixa viver livres de nossas amarras do passado.

Mas é como você disse , temos de nos perdoar porque nós somos o inimigo capaz de acabar conosco mais cedo...mas é tão difícil isso. Sigo tentando sempre !

Saudades de você ! Grande Beijo !

www.meusescritoseoutraspalavras.blogspot.com

Will Lukazi disse...

Olá Van!Tudo bem contigo?

Costumamos perdoar inimigos clássicos, mas em algum momento não conseguimos sequer nos dizer uma só palavra amiga, Van.
Às vezes até mesmo as forças divinas já nos perdoou, entretanto nós não...isso é preocupante.

Obrigado pela presença e pelo comentário, Van. Sei que estou em dívida contigo...saudades de você também....

Super Beijo!!!

Will Lukazi disse...

Olá Senhor Anônimo! Tudo bem contigo?

Acho que não pude ler sua mente ou mesmo ver teu olhar, mas posso te afirmar que nossa percepção acerca das coisas que nos cercam andam de certa forma em profunda harmonia.

Penso que você pode ter alguém que queira também um beijo ou que lhe proponha carregá-lo no colo ou nos braços e principalmente te compreender ao olhar em teus olhos...seja lá o que fosse para ser compreendido.
Essa pessoa ainda te espera.....


Obrigado por ter vindo aqui, Senhor Anônimo! Que minhas palavras e meus sentimentos sejam teus então!

Uma boa tarde! ATÉ.......

Lindalva disse...

Diga ai caçador de tu já conseguiu se encontrar? Saudades amigo. Prometi que hoje visitaria todos os amigos das ondas, não sei se vai dá, já está anoitecendo kkkkkkk, porisso me desculpe, pois parte do meu coment será no copia e cola. Então primeiramente quero dizer que meu blog principal foi e sempre será minha Ilha e aos poucos fui criando Ilhotas, uma delas o Ostra da Poesia, ele era como uma estação do ano, abria as portas quando do evento Pena de Ouro, após o 5º Pena, que terminou a pouco senti que não poderia mais fazer o Ostra hibernar até o próximo evento, assim, para ele dá apenas uns cochilinhos, semanalmente (nos FDS) vou postar uma poesia de um blog amigo, seguidor, ou que por ai nas ondas me encante, inclusive criei um selo pelo momento... espero que você continue visitando o Ostra e agora não precisa votar, só apreciar a poesia do (a) amigo (a) blogueiro (a). Desejo-te um final de semana com poesia e festa, luz e sorriso. ♥☆Jinhosssssssssssssss♥☆

Zélia Gadelha disse...

Oi Will! As pessoas não conseguem entender quem fala sozinho, nem tampouco, quem carrega água na peneira... Mas há, quem como eu, precise que se preencham os vazios... Adoro as peraltagens que faz com as palavras e te adoro com todos os seus despropósitos! Bjusss

Ps.Se você não entendeu rsrs... A postagem de hoje do blog lembrei de vários amigos poetas e você é um deles.

Will Lukazi disse...

Olá Lindalva! Tudo bem contigo?

kkkkkk...Ainda estou me caçando, mas se me achar primeiro que eu favor me avisar...kkkkk....quero ter o cuidado de acertar um ''projétil'' bem no meu peito....kkkk..

Estou indo agora mesmo lá na sua ilha, tá bom..gosto muito de boas surpresas...rrsrs...

Uma ótima semana pra você

Super Beijo!!

Will Lukazi disse...

Olá Zélia! Tudo bem contigo?

Oi minha amiga! Você está por demais enigmática hoje e eu gosto muito-muito disso...rsrs...

Pode ter certeza de que estou indo voando lá no teu lindo blog...fuuuuuuiiiiii...rsrs

Ah, um super beijo no seu coração.

DÉIA disse...

esse seu jeito de escrever me leva além, sabia?eu tbm já falei comigo msm num parque e sei q perdoar é realmente preciso. um grande bj

Will Lukazi disse...

Olá Déia! Tudo bem contigo?

Obrigadim pelas palavras.Tmbém visitei teu blog e gostei das postagens que vi por lá. Parabéns!

Realmente: nem sempre é preciso um parque, mas perdoar-se sim, seja em qualquer lugar....

Valeu..Super Beijo!

C. disse...

Muitas vezes nós mesmos somos nossos mártires, e pedimos perdão pra Deus, sendo que nem mesmo nos perdoamos. Como queremos ser perdoados assim? E digo perdoar mesmo que as conseqüências do mal que me fizeram ainda perdurem. Coisa difícil.
E você escreveu hiper certo, somos os maiores responsáveis pela nossa destruicao, é injusto culpar alguém ou alguma coisa.
Ahh essa música é venenosa, e com a o texto pareceu um "ato cirúrgico", isso sim.

Teus escritos sao únicos Willzinho, mostra também a pessoa única que és.

O "LETRAmorfoses" lá em cima ficou perfeito!

C. disse...

Desculpe os erros, vou escrevendo e nao reviso...


ti love!

Fernanda disse...

Olá Will!

Já cá vim, mas não dei com a porta, estranho não???

Perdoar-se é um acto de coragem, sobretudo porque o importante é ter a consciência de que se errou. Nesse detalhe reside tudo e todo o perdão será conseguido, desde que não se repita o erro...

Amigo, eu só não aceito as pessoas que não assumem os seus erros e os pedem perdão dos mesmos a terceiros.

Vai ver que até ao fim do dia, ainda vai receber esse beijo tão desejado.

Beijinhos

Van disse...

Me deu saudade de você assim , de repente e como não escreve há dias está em dívida não só comigo , mas com toda a população blogueira que te segue e admira teus escritos...

Meus Escritos andam órfãos : o que antes só você lia e comentava , hoje só a nossa grande amiga em comum Cris (C.) lê e comenta ! Disse a ela que pelo menos não me sinto sozinha , uma vez que ela compartilha o que sente comigo...hehehehe... O Blog tem saudade dos teus comments e da nossa amizade , não só no verão , no inverno também !

Ando meio saudosista , melancólica , solitária e imperdoável ! Ai...ai... Uma vez onça , sempre onça né , Will , querido ? Grande Beijooooooo !

www.meusescritoseoutraspalavras.blogspot.com

Will Lukazi disse...

Olá Cris!Tudo bem contigo?

Ah Cris!!! Sua voz soa-me como um doce aos ouvidos, menina!!!! Como é bom tê-la por estes meus cantos afora. É como se estivesse brincando comigo de 'esconde-esconde', de 'tá quente, tá frio'...srsrsr....

Também acho muito verdade sobre o que você escreveu no quesito 'perdoar-se'. Porque será tão difícil, não é mesmo?

Esta música, acredite, eu a conheci da pior maneira possível, mas essa é uma outra estória de 1997. Fica pra uma próxima postagem...srsrsr...

Teus comentários também me são únicos, Crisinha! Fico muito feliz cada vez que descansa tuas asas angelicais por aqui....

Obrigado pelas palavras que desde tempos remotos aliviam até mesmo meus joelhos ralados...rsrsr....

Pôxa, você observou tão bem o LETRAmorfoses que até escreveu exatamente igual, sinal que sentiu, e tenho certeza disso, o que eu quis dizer...

Super Beijo no seu coração. Cris!

Will Lukazi disse...

Olá Ná! Tudo bem contigo?

kkkkkkkkk....só você mesma, viu...kkk

Tuas palavras eu considero que são muito sábias, minha amiga. Realmente há momentos em que ficamos sabendo por boca de outros que alguém nos pediu perdão..srsr...é rir pra não chorar.

NOssa, Fernanda, quanto tempo , não é mesmo? É um grande prazer recebê-la por aqui. Espero que volte mais vezes e não suma mais, tá bom...

Ah, quem sabe o beijo vem.......

Super Beijo!

Will Lukazi disse...

Olá VaN! Tudo bem contigo?

Então, Van, fiquei por uns 10 dias sem escrever nada mesmo. Todas as coisas estavam parecendo tão iguais, o painel do blog tá repleto de rascunhos que parei pelo meio...eu estava definitivamente na fase do 'deu branco'.

Eu também sinto muita falta de nossa amizade blogueira e verdadeira e daquela nossa intensidade toda. Mas era início de ano e eu ainda não estava trampando assim como você também não estava tão lotada de estudos e etc...

Saudosista, melancólica, solitária e imperdoável???? Parece que você está falando do que sou feito...eu hein!!!!...rsrsr....

Uma vez onça sempre onça, querida Van....

Super beijo carinhoso pra você!

Will Lukazi disse...

ah cris..

quando vir aqui não se importe com o modelito. Pode vir vestida de erro ortográfico mesmo que ainda assim estará sem problema algum...rrsrsrs..

bj sua boba!

Nel Santos disse...

Oi, Will!!!

Pois é... A consciência nos cobra mesmo! E se não pagarmos o preço ela nos atropela! Para evitar que nos machuquemos mais a saída é pagar... e o preço nada mais é do que perdoar ou nos perdoar. Isso traz saúde para o corpo. Não cobre demais de ti mesmo!

Forte abraço!

Will Lukazi disse...

Olá Nel!!! Tudo bem contigo?

Nossa quanto tempo, não é mesmo?
Seja novamente bem-vinda aqui.

Sábias as tuas palavras, minha amiga!
Pode ter certeza de que vou tentar seguir a última linha embora exija um grande esforço é realmente necessário...

Obrigado por ter vindo e pelas palavras, Nel.
Volte sempre que der vontade...estarei te esperando...

Super Beijo!!!

Will Lukazi disse...

Olá Senhor Anônimo! Tudo bem contigo?

Compreendo o seu ponto de vista quando diz que de nada vale ficar se julgando se nada fazemos para mudar a situação.
É bem verdade também que assim como comentou seja difícil entendermos nossos próprios sentimentos.Concordo.
Também, e assim como você, acho que a vida é um poço de contradições onde num dia sorrimos e no outro já não sorrimos mais.

Fico imaginando como deve borbulhar de pensamentos sua cabeça ao analisar todas essas coisas.

Das experiências que já tive posso te dizer que às vezes queremos algo de verdade, mas falta força embora sobre sentimento. Às vezes há o Amor, entretanto muros o cercam, talvez alguém do lado de fora ajudasse se jogasse uma corda para o lado de dentro.

Eu acredito e tenho certeza que haverá sempre alguém lhe esperando.
Acredito que poderes cessarão, cessarão o dom de línguas, cessarão todos os mistérios, mas o Amor...ah o Amor, este permanecerá para sempre e teus olhos lacrimejados são prova disso.

Há neste mundo, Senhor Anônimo, 4 tipos de pessoas que cercam você: aquelas que não te amam, aquelas que te amam pouco, aquelas que te amam muito e AQUELE que te amou e vai te amar para sempre.

Com este estará o teu BEIJO, o teu COLO, o teu ABRAÇO mais apertado...

Até...

FLOR DO LÁCIO disse...

Amigo, aqui, em casa, a gente pode ser louco, pois o a gente sou eu. Só, que briga comigo mesmo, que ri de mim mesmo, e ainda toma uns uísques, se demorar vai acabar. Mas para que pedir perdão? Para quem? quando cometemos acertos não sabemo-los erros. Acreditamos no acerto e no momento é o que deveríamos ter feito.
A propósito é melhor responder post do que jogar. Um abraço. Estou rindo...

Jéssica. disse...

Nos culpamos tanto. A todo tempo. Por tudo. As vezes os erros não são nossos. Mas continuamos a nos culpar. Eu falo sozinha, com meus pensamentos, e é medonho sentir que parece haver outra pessoa dentro de mim, que não são eu. É com essa pessoa que tento falar. Tento entendê-la. Mas é difícil. Enquanto isso, pareço louca, para todos. Até pra mim mesma. Lindo texto. Simples, curto, porém profundo.

Anônimo disse...

Olá meu amigo Will!
Percebo que agora temos um novo Amigo Anônimo aqui no cantinho.
Andei ausente por alguns motivos, mas com saudades.
Então, mas uma vez consegue me retratar em suas palavras.
Quando passei a me perdoar com mais facilidade ou não me culpar tanto por coisas as vezes inevitáveis. Vi que era menos doloro e o melhor me amar tornou menos complicado.rs

força sempre!
Um abraço amigo.
R.

Anônimo disse...

*doloroso...


R.

Will Lukazi disse...

Olá Flor do Lácio! Tudo bem contigo?

kkkk....grande amigo, filósofo, professor,pedagogo, escritor e pensador amigo Márcio. Guarde uma garrafa de uísque aí, camarada, depois da Vodka é dele que gosto mais...kkkk....

Estou vendo que você possui um relacionamento intenso com você mesmo. Isso é bom, pelo menos eu acho. Principalmente quando dessa proximidade conseguimos flertar com a sabedoria e com o aprendizado.

Responda mais post e jogue menos então...kkkkk....

Super Abraço!!!

Will Lukazi disse...

Olá Notável Jéssica! Tudo bem contigo?

Faltava você aqui, sabia? rsrsrs

Também acho que temos essa mania de ficar sempre nos culpando. Parece que gostamos de ficar de biquinho e com a cara amarrada pelos cantos ao invés de partirmos para o confronto, para a luta, rumo a solução. Sentirmos sempre culpados é só um passo antes do famoso ''tudo acontece comigo''.

É verdade! Por vezes eu também sinto que sou uma pessoa que não conheço e que conversa comigo em diversos outros momentos__assusta mesmo. Mas creio que não seja outra pessoa, mas nós mesmos disfarçados tentando entender a pessoa que somos de verdade. É confuso tudo isso, Jéssica, mas é por isso que você é como é; é por isso que possui esse dom do 6º sentido. Te garanto que a grande maioria das pessoas não conseguem ver, sentir, notar metade do que você sente...isso é incrível.

Talvez pessoas como você, poetas e pensadores, precisassem de uma escola como aquela do filme X-MAN, onde pessoas com poderes especiais são educadas e treinadas de acordo com o dom que possui.

Mas eu sei que você consegue.

Obrigado por aparecer aqui novamente...volte quando quiser, minha amiguinha....obrigado pelo comentário que me fez pensar um monte....

Super Beijo!!!

Will Lukazi disse...

Olá amigo Anônimo! Tudo bem contigo?

Sim, temos um novo amigo anônimo...rsrsr....Sejam todos bem-vindos.

Você realmente sumiu. Espero que as coisas estejam sob controle.

Lembra do Renato quando ele disse ''QUANDO ME VI TENDO DE VIVER COMIGO APENAS E COM O MUNDO...''
então, acho que é mais ou menos isso...

Você está certo: é preciso se perdoar, afinal se não nos perdoarmos também não saberemos como perdoar os outros quando for preciso.

Volte sempre, grande anônimo que eu bem sei quem é...rsrsrsr.....

Super Abraço!

PS.: não esqueça meu e-mail superwill1000@hotmail.com

A wild Garden disse...

A melhor psicanálise é fala consigo mesmo, se ouvir, se entender, e talvez se perdoar! Sou tua seguidora! Que felicidade ter visto teus escritos no facebook!

Will Lukazi disse...

Olá Wild Garden! Tudo bem contigo?

Muito obrigado pelas palavras! É um prazer e tanto tê-la aqui no BSW.

Penso que no final de tudo em algum canto de nossa carne estão todas as respostas que precisamos...é preciso sentido para notá-las...um dia talvez eu cheque lá...

Volte sempre!!!


Super Abraço!!!

Só pra você disse...

Os maiores pensadores falaram sozinhos, é na solidão que moram os poetas, de lá sairam e saem os mais belos poemas ou pensamentos. Eu não ligaria se me chamassem de louca varrida, todos somos... Gosto da forma como escreves teus textos, sempre com um olhar crítico de si mesmo, sempre se questionando. É muito bom caminhar por tuas palavras, elas prendem nossa atenção e isso te eleva, pois somente um ótimo escritor sabe fazer isso, pois tem o dom. Você seria um ótimo escritor de contos, já pensou nisso? Romance talvés, o que decidisse com certeza sairia muito bem.
Parabéns não só pelo escrito, também pela capacidade de escrever tão bem.

Abraços.

Will Lukazi disse...

Olá minha amiga Dora! Tudo bem contigo?

Eu gostaria de agradecer pela visita,pelos comentários elogiosos acerca do texto e de mim.
Como você mesma disse, eu gosto de me questionar, brincar com essa nossa mania de nos proteger sempre, de nos poupar de auto-avaliações e afins...eu acho que o ser humano cresce muito quando resolve mexer consigo mesmo...acaba se descobrindo e tudo então aflora, inclusive e principalmente a percepção.
Estou muitíssimo honrado por gostar de meus textos. Espero que eu esteja sempre à altura.....
Quem sabe um dia eu consiga escrever um livro...rsrs....por enquanto vou me espalhando blog afora...rsrsr...

Obrigado mais uma vez. Volte sempre por aqui....

Super e Carinhoso Beijo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Baixar Sertanejo - Templates Grátis