Março de 2009 por Will Lukazi

''Já fui Caminho, já fui Paisagem e hoje eu sou Destino ''

Post 100

sábado, 12 de fevereiro de 2011.



Um coração anônimo e ferido de morte dentro de um peito escondido com medo de um certo tiro. Nem saí mais de casa. E acreditem:apesar de tudo eu tinha certeza de que não daria certo. De arma em punho vi o Amor, parecia um pistoleiro na caça de suas presas. Ele tava lá e mesmo de longe ele me escolheu a dedo. Venho em minha direção sem grandes alardes, mas determinado a me pegar de jeito. Nada falou, entrou surdo e mudo. Frio como as geleiras da Antártida, me fez mira. Ele estava sentado no beiral de um prédio. E o disparo veio sorrateiro. Senti meu coração ser alvejado, já gritando e se contorcendo, correndo para um óbito conciso, imediato e certo. Se dobraram meus joelhos. Mas não houve cheiro de sangue, pelo contrário, senti um leve aroma de Ototemo. O Amor foi certeiro. Quem foi que disse que ele é cego? Como pode ser cego se ele me acertou em cheio? A não ser que tenha sido mera sorte de um principiante, destes sem serviço que passa o tempo treinando em corações alheios. Ainda te derrubo daí de cima seu moleque ! Só me prometa que não irá bater suas asas.


14 Comentários:

Van disse...

Pois é, amigo...essa história de amor cego nunca acreditei, não...mas em sua pontualidade, sim...sempre certeiro, sempre implacável e surpreendente.

A capacidade que ele tem de agir na surdina é incrível...não há como escapar...e nos prega cada peça ! Esse moleque doido...hum...

Que bom que gostou do meu conto da carochinha...rsrsrsrs...fico feliz ! Mas é tão amador ainda...precisa melhorar muuuuuuiito. Grande Beijo.

P.S: Vou precisar de proteção sempre às quartas e sextas segundo minha grade horária aqui recebida ainda há pouco...rsrsrsrs concentre-se !

Van disse...

Ei ! Vi que estás seguindo a Amelie, minha amiga do Patchwork ! Ela é maravilhosa e temos uma amiga em comum fora da Blogosfera, acredita ? Descobrimos isso pelo Facebook...inacreditável mundo...

Ela também tem um Blog de fotos incríveis que se chama Polaroid Poulain...vale a pena a visita.

Até esqueci de comentar mas essa semana estive fazendo participação especial no fotoBlog da Cris com meu texto de Sampa que ela publicou lá...maneiríssimo...

Bom final de semana pra ti, meu amigo anjo...tô com tantas coisas pra estudar aqui que nem sei por onde começar...huahuahuahuahuahua...Quer me ajudar ? Grande Beijo.

Will Lukazi disse...

na verdade van, esse tal de amor deve ser um dakeles ninjas que andam nas sombras e nao é visto, roda espadas na mão, dá salto mortal, nos dá tanta pancada que qdo vemos ja estamos no chão e mata ou salva uma vida com muita facilidade.
Já sei: o amor é primo primeiro do Jackie Chang ou do Bruce Lee...kkkkkkk.....

quarta e sexta ? já to me concentrando viu...rsrsr...se Deus quiser akele poema de Drumond sobre a pedra no meio do caminho nao vai te pegar.

Então, Redezinha pekena né..rsrr...

vou dar uma olhada a mais no blog dela e no de cris pra ver seu post sobre a cidade de sao paulo.

bom final de semana pra ti tbm.

quero te ajudar sim...vai separando todos os livros e apostilas aí que eu tô chegando...kkkkkkkk...

OBS.: tem um cafezinho aí ? rsrsrs


bj vanvan....

Anônimo disse...

Olá meu Amigo!
Não acredito no amor cego! Nós sim nos tornamos cegos, mudos e surdos quando esse tiro certeiro atinge o coração!E ai sim caímos de joelhos sem pedir por clemência.
È um veneno doce se espalhando pelas veias e atingindo todo o corpo,frágil e despido de uma inocência quase incrédula. Ai não tem jeito mesmo!
Ele toma conta e ás vezes causa um estrago.
Mas é bom!... Até que dure!
E bom seria se durasse para sempre!
Mas...

Will, fiquei feliz em saber que a correspondência chegou. E melhor, que você ficou feliz!
Saiba que dentro daquele envelope além dos desenhos meu carinho, admiração, respeito e amizade estavam juntos.
Um abraço amigo!!!!

FIBRATIVE disse...

Olá will, passando por aqui pra dizer q to te seguindo e te parabenizar pelo blog nota 1000 com belos textos e designer bem dinâmico.muito bom mesmo. está convidado tbm a comparecer no nosso blog.a figura do anjinho em cima do prédio e bem armado ficou muito legal e combinou perfeitamente ao conteudo da postagem. grande abraço

Andreia soares disse...

texto mais bonito ,meu poeta .o anjinho la em cima do predio me lembrei do filme cidade dos anjos, quando o nicolas cage pula la de cima em nome do amor e se transforma em humano.acho que naquele momento ele tambem foi pego pela ''cegueira''.
beijos e como sempre tudo que escreve vira ouro.

Juhh disse...

:-)coisa + linda estilo um conto de fadas moderninho.gostei muito do ambiente estou te seguindo bj

oioi___ agora que falou, eu tambem to duvidando q o amor seja cego rsrsr.

Amanda Arrais disse...

Adorei o final com um toque de humor e o texto inteiro foi bem interessante. É verdade... Como ousam dizer que o amor é cego se ele nos acerta sempre em pontos que nem pra nós são visíveis?

=*

Will Lukazi disse...

olá amigo anõnimo...
...ambos estamos sumidos. voltei a trabalhar e agora o tempo anda meio curto...rsrs....concordo qdo diz q é nós é que nos fazemos de cegos. Penso que ele surja de uma forma pura, vinda do nosso desejo profundo de se estar com alguem que nos complete e vice-versa. Porem nos nos cegamos as vezes e tomamos outras atitudes q desvirtuam o sentido desse sentimento. No final das contas a culpa recai sobre o amor qdo na verdade deveria recair sobre nós.

Quero publicamente agradecer aqui a vc pela carta que me enviou contendo várias homenagens a mim e ao Blog. Senti todo o seu carinho pelo nosso trabalho e fiquei muito feliz por isso.

Um grande abraço e conte sempre comigo. Fique sempre comigo.

Will Lukazi disse...

Obrigado amigo Fibrative pelas palavras e por estar seguindo o blog. na oportunidade passarei por lá sim e conhecerei o seu cantinho...um grande abraço e fike com Deus...

Will Lukazi disse...

oi déia...rsr...lembrei do filme sim. realmente tem uma certa semelhança sim. obrigado pelas palavras, muito me alegram e me dão força pro dia-a-dia.

bejus dona poetisa....rsrsr..

Will Lukazi disse...

hsusushssuh,,,,,a juh vem e poe um clima no ar...hahahaha....valeu pelas words minina...srsrsr....obrigado por estar seguindo...

O amor é um dakeles cegos daquelas pegadinhas do Silvio Santos...rssr...

enxerga tudo e mais um pouco....

Will Lukazi disse...

Oi Amanda ! Prazer vê-la por aqui !

Sim, acho que é preciso um toke ou dois de humor pra se falar de amor, pois ele por si só já é muito ''quadrado''....rsrsr.....

a frase do post foi bem completada pr vc: ''...em pontos que nem pra nós são visíveis.''

Obrigado pela colaboração volte sempre.

Van disse...

Tem cafezinho, tem livros e apostilas imensas sendo devorados e agora uma admiração pelo Direito Penal que não existia aqui. Nessa matéria só havia aversão, mas estou gostando porque temos um Mestre nos ensinando que nos faz viajar em suas histórias e o cara ainda toca violão ? Imagine ! Veja depois no You Tube Pedro Lazarini tocando Gente Humilde. Um cara muito gente boa e que faz da dureza do crime uma coisa em que dá até pra viajar , tem noção ??

BJS deixa eu correr aqui e comenta um postezinho só meu lá, vai...pra eu matar as saudades !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Baixar Sertanejo - Templates Grátis