Março de 2009 por Will Lukazi

''Já fui Caminho, já fui Paisagem e hoje eu sou Destino ''

Post 158

quarta-feira, 16 de novembro de 2011.









E nesses dias em que a inspiração me falha e se acovarda, eu percebo que a única idéia brilhante que tenho é viver. Viver e exigir tudo que me é plausível, que me é formidável, que me é prazeroso. E exigirei sim, para que depois não digam que eu quis e desejei muito pouco as coisas que me eram verdadeiramente boas; para que não digam que eu mereci a sarjeta e um espírito torpe a me perseguir. Querer é descobrir em si uma ânsia funda, onde cabe um nome, onde cabe um grito ou até uma planta. Querer é remover o vírus de quem se acomoda por cima de uma cama estando em plena saúde; querer é ter nascido; querer é pôr fogo na água do íntimo; é sonhar mesmo que não faça nenhum sentido... Querer é direito adquirido__ sonhemos!!!

E eu vou continuar querendo, pois como eu já disse, a grande idéia que tive é continuar vivendo. Às vezes se perde um grande amigo ou simplesmente ele parte na nossa frente e descobrimos que nossa dor não é ferrugem para cessar as engrenagens da vida e por isso todo o seu movimento continua. Nossa dor não falará em todas as línguas e conseqüentemente não será entendida por todos. 

Os dias podem até vir sem inspiração alguma, mas nossa respiração continua, meus amigos!

Quero terminar como comecei e ser propositalmente repetitivo ao dizer que a única idéia brilhante que tenho e tive é viver. Quero ver essa chuva de Novembro e sentir de algum modo que tudo vale a pena, até mesmo este meu descontentamento com não sei o quê.




26 Comentários:

Mery disse...

Pois é, ...
*esse meu descontentamento com não sei o quê(?)
Repetitivo ou não, todos* temos esses dias de "vazio interior", parece que falta algo* e não sabemos o quê, repetitivo... "o quê?
Que descontentamento é esse(?)¨¨¨¨
*Que não seja eterno, porque amanhã é outro *dia,... novo dia*)
E assim vai ...é a vida*;
bjusss

Nega Juju Colocando a Boca no Mundo disse...

Gostei muito... Porque mesmo na falta e inspiração, você não deixou de escrever... e viver é bom de mais e se pudermos ter tudo! É muito melhor...rs Adorei seu blog parabéns
e grande abraço

Van disse...

Will querido

é dessa matéria que se constroem os poetas, a matéria vida, com todas as nuances que ela possui. Descontentamento com não sei o que,é uma delas assim como as tantas outras que já li aqui, intensidade, sensibilidade, encantamento.

Mergulhar na vida e viver, é o que nos cabe, o resto é matéria pra poesia. A (poesia) que te habita é grande, grande poeta Will.

Como disse um dia Adélia Prado:

"Deus às vezes me tira a poesia, olho para uma pedra e vejo uma pedra"

Eu acho que ela se enganou, acho que a pedra que é pedra é só a possibilidade de se armazenar a visão do real, pois é dela que o poeta tira a visão que transcende, Há que se ter estoque.

Um beijo grande Will!

DÉIA disse...

nossa,meu poeta,isso é pq vc está sem inspiração???se eu ñ te conhecesse eu ficaria surpresa de verdade,mas ñ estou pq sei q poesia e pensamento brota de vc assim naturalmente.Uma frase mais linda e reflexiva que a outra.parabéns,meu lindo.


déia

Reviragita Poesia disse...

Descontentamento com nao sei o quê?
Pior, eu, que sei exatamente com o
que, amigo:

✿爱 Na defensiva ✿爱

Onde podemos ir
nos momentos
repletos de gestos frios?
Quem sabe
uma musiquinha agitada
pra dar uma acordada?
Avessos diluem noites em lágrimas.
E não temos
com quem dividir as sombras,
no contra-senso
da solidão a dois.

♡•♡• Cecília Fidelli ♡•♡•
✿❧✿❧✿❧✿❧✿❧✿❧✿
♥ ♥ ♥

Visite meu blog também.
Talvez haja algo com o que
se identificar.

Super beijo,
Ci
- cimaneski-poeta.blogspot.com

Zélia Gadelha disse...

Mas é o vazio e o silêncio que inspiram o poeta. Mesmo sem inspiração, o texto fluiu leve e com muita emoção. Parece que suas palavras foram construídas dentro de mim, só com uma diferença, eu sei bem de quê o descontentamento... Às vezes a vida nos surpreende, e nos tira do chão, mas assim são sustentados nossos edifícios meu amigo. Agora é continuar e seguir essa ideia brilhante. Bora viver!!!!
Adoro ler essa profundidade de sentimentos!

Bjusss

Lisarda disse...

Vocé escreve, apenas- Tem que ter por qué?-como diría o grande poeta curitibano. A sudar! Saludos desde Buenos Aires, Ignacio
lisarda.blogspot.com

Will Lukazi disse...

Olá Mery! Tudo bem contigo?

Você está certa, minha amiga. Dias assim sempre nos sobrevem, mas tua frase final ainda ressoa em meus ouvidos ''que não seja eterna, pois amanhã é um outro dia''. Muito bom.
Obrigado pelo comentário e por ter vindo.

Super Beijo!!

Will Lukazi disse...

Olá querida Nega Juju! Tudo bem contigo?

srrs...Acho que em minha falta de inspiração acabei inventando desinvenções...rsrs....a vida é realmente uma grande dádiva e sempre terá algo a se inspirar....

Obrigado por ter vindo...

Super Beijo!!!

Will Lukazi disse...

Olá Van! Tudo bem contigo?

Teus comentários são belos posts, minha amiga. E a gente inventa tanta matéria-prima, não é mesmo. Intensos, sensíveis e encantados__acho que você se auto-projetou ao definir as cousas que vê por aqui, van.
Você é impressionante e em relação à pedra, eu não tenho dúvida de que você alcançou a graça...você realmente transcendeu ao nos presentear com uma definição que mais parece uma pele.''Há que se ter estoque''

Super Beijo, Van...um Super Beijo...

Will Lukazi disse...

Olá Déia! Tudo bem contigo?

srsrsr...suspeitíssima para falar né...rsr....

Bem, no momento estou flutuando depois de tuas palavras...rsrsr

Agradecido aqui por tamanho carinho. Que bom que tenha gostado...

Super e Carinhoso Beijo!!!

Will Lukazi disse...

Olá poetisa Cecília Fidelli! Tudo bem contigo?

Realmente, amiga, pior que não sabermos o nosso inimigo é sabermos quem é e de cara a cara com ele não soubermos o que fazer__perdoe-me Sun Tzu.

Um belo poema '' Onde podemos ir nos momentos repletos de gestos frios''?__talvez para dentro de nós mesmos....rsrs...

Visitarei sim teu blog, amiga. Tenho certeza de que encontrarei coisas lindas...obrigado pela visita e comentário..

Super Beijo!!

Will Lukazi disse...

Olá amiga Zélia Gadelha! Tudo bem contigo?

E tudo é tão estranho, minha amiga! Coisas vazias que conseguem preencher alguma coisa e que inspiram algo.
Você bem sabe o que te descontenta? Então, eu te invejo com muita força, grande amiga. A vida por vezes apenas me sopra sem grandes explicações ventos insólitos e tristes em minha direção e pronto. Mas tudo bem , como você mesma disse, vamos desenvolver a idéia brilhante, aliás a única que tive...rsrs....

E como gosto de vê-la de corpo inteiro por estas bandas...você é imensa.....

Obrigado!!

Super e Carinhoso Beijo!!

Will Lukazi disse...

Olá Lisarda! Tudo bem contigo?

Realmente algumas coisas não tem porque e nem pra que , como uma canção que ouvi....apenas hão e pronto.

Obrigado pela visita e pelo comentário.


Super Abraço!!!

ઇ‍ઉ O RECANTO DA BORBOLETA By Vannessa Adriana Butterfly ઇ‍ઉ disse...

Querido, Will Lukazi!

Eu não conhecia o seu blog até que eu li esse seu post no meu Facebook através da amiga, Kátia Cristina. E, sinceramente, para mim foi uma grata e norme surpresa vir até aqui, além de me deliciar com os seus escritos expressivos e reflexivos, também fiquei encantada com a bela construção do seu blog. Parabéns por tanta inspiração que você coloca para trabalhar junto à sua imaginação, e pelo seu muito bom gosto.
E, repetindo o que eu comentei no seu texto em meu Face, digo que nada mais nessa vida importa mais, que a nossa própria vida. Devemos vivê-la intensamente, com responsabilidade, e sabendo que somos nós mesmos os responsáveis pelas consequências de nossos atos, sejam as consequências boas ou ruins, não devemos responsabilizar ninguém. Então, pautemos-a na moral, na ética e nos bons costumes, para que num futuro próximo, ou distante, só nos restem boas lembranças, ao invés de arrependimentos e lamentações.

E que não venhamos mesmo, permitir que as nossas dores sejam ferrugens nas engrenagens de nossa vida, e que apesar da dor não ser poliglota, a língua do amor é universal, e mesmo que desacreditados por nós mesmos, temos muitas pessoas que nos aparam em amor, entendimento e ajuda...

Se quiser, dê uma passadinha no meu blog. Veja-o, leia os textos, comente participando com sugestões, críticas, concordâncias... E, se depois de tudo isso ainda estiver se sentindo em casa, siga-o.

http://vannessaadriana.blogspot.com/

Beijos com carinho!

Vannessa Adriana Butterfly

Will Lukazi disse...

Olá Vanessa! Tudo bem contigo!

Primeiramente fico muito feliz por termos em comum como amiga uma pessoa tão maravilhosa como a querida Kátia.Uma alma fantástica.
Quero agradecer pela visita e dizer que estou e muito lisonjeado com suas palavras. É uma grande honra para mim que alguém do ramo, como você, se sinta grata e encantada, como você mesma disse. Que bom que achou os textos reflexivos, pois este é o objetivo principal que tento incutir neles, pois eu acho que tudo, e principalmente a leitura, deve nos trazer a reflexão e o nosso encontro com algo que nos surpreenda e que nos faça ver algo que de olhos abertos não se é possível. Realmente vejo sua sensibilidade ao afirmar que ponho minha imaginação para trabalhar. Sim, a ponho. E misturada com outras realidades eu sempre tento mostrar partes nossas que ficam invisíveis vagando pela existência.
Sobre a vida eu também a vejo da mesma forma em que você se expressou. Tudo que plantarmos nós colheremos e isto é fato, por isso devemos dosar e bem as nossas atitudes e desejos.
Admirado aqui com a fusão que fez das definições de ''ferrugem nas engrenagens'' e ''dor poliglota''__perfeita!

Com certeza estarei passando no teu blog para uma visita com muito carinho, respeito e atenção. Pela emoção, seriedade e amor que suas palavras me evocam já dou como certo minha permanência nas asas de tua ''Borboleta''...

Muito obrigado mais uma vez pelas palavras, pela visita e por estar seguindo o BSW. Espero vê-la mais vezes por aqui. Será sempre uma grata surpresa e uma grande honra para mim.

Um Super e Carinhoso Beijo!

Van disse...

Super querido Will

Você é um amor sabia?

E adoro o seu senso de humor.

A profundidade com que sentes as coisas ainda vai te fazer achar petróleo.

Bonito ver a poesia transbordando na superfície, quando sabemos que ela nasce na camada paleozoica do ser.

Beijos!

Will Lukazi disse...

Hahahaha...só você mesmo, Van.

''ainda irei achar petróleo''...hahaha...muito bom essa!

Valeu pelas palavras, poetisa( e agora também humorista...hahaha)


Outro Super Beijo pra você.

Anônimo disse...

Olá meu Amigo Will! Belo post como sempre.
Este veio exatemente me colocar no lugar que eu precisava. Pois meus dias estavam em descontentamento com não sei o quê. E a vida nem te falo o que eu NÃO estava achando dela...
Minha eterna admiração Poeta.

Um abraço amigo.

R.

Will Lukazi disse...

Olá amigo anônimo 'R'! Tudo bem contigo?

Obrigado pelas palavras.Muitos de meus dias são recheados de descontentamentos com não sei o quê...rsrsr...acho que já é normal sentir isso. Vamos em frente!!!

Que tal então me falar das coisas que acha da vida hein? rsrsrsr


Meus eternos agradecimentos a ti, o anônimo que eu mais conheço e admiro e prezo.

Um Super Abraço!

Angel disse...

Ainda que as lágrimas corram no meu rosto... é obrigatório sorrir com tão sinceras palavras!

um anjo

Will Lukazi disse...

Olá Angel! Tudo bem contigo?

E toda nossa obrigação é mesmo sorrir mesmo frente ao caos, mesmo face ao maior desânimo e cansaço...a vida é assim e acho que pela grandeza que ela possui ela pode sim exigir isso da gente.

As minhas palavras são sim sinceras__ e eu fico feliz pelo seu sorriso.

Um Super e Carinhoso Abraço!!!

Ligia Barbosa disse...

Oi Will! Quanto tempo! rs
Ando muuito cheia de tarefas, com a facul...
Enfim!
Seu texto, tem a ver com o que postei no meu blog!
Até pra viver é preciso ousadia!;)

Beijos!

Will Lukazi disse...

Olá Lígia! Tudo bem contigo?

Eu bem o que é isso de andar atarefado demais...uuufaaaa!!!
Infelizmente nossas tarefas diárias dificilmente nos dão folga. Mas é isso aí, tranquilidade e bola pra frente, certo...rsrsr..rsrs...

Visitarei novamente teu blog para ver as novidades e o post que você citou.

Super Beijo!!

Van disse...

Will , querido ! Se isso tudo é falta de inspiração nesse coração que é todo poesia , tenho medo de quando sua inspiração voltar nós nos afogarmos todos embebidos da tua sede de palavras... A maestria segue por aqui !

É nesse descontentamento de não sabermos o que nos falta que a vida segue e pelos caminhos da vivência vamos descobrindo e redescobrindo a própria alma , nosso próprio eu !

Não há um vazio capaz de sobreviver à própria vida , porque essa , mesmo quando preenchida de vazio , se sobressai e colore nosso destino , quer seja a duras penas , como a dor que nos consome pelas perdas que se sucedem , quer seja com a redescoberta de que estar vivo é enfrentar um mar de desafios e submergir , estar vivo é olhar para trás e recapitular a história que se construiu , estar vivo é se banhar de sol ou de chuva e reconhecer a alegria singela presente nas pequenas coisas , nos pequenos gestos de Deus todos os dias. Sempre aqui , fiel e avante , segurando nas tuas mãos para não cairmos ! Grande beijo , meu amigo anjo poeta ! Ai que saudade tava daquiiiiiiiiii !

www.meusescritoseoutraspalavras.blogspot.com

Will Lukazi disse...

Olá Van( Meus escritos )! Tudo bem contigo?

srsrsr...Obrigado pelas palavras, poetisa! Realmente eu estava sem inspiração, mas a falta dela acabou se tornando o inverso e se modificou em inspiração__coisas de louco, sei que você entende...rsrsrsrs....

Sim, este descontentamento é muitas vezes o que nos move para frente, o que dá asas a nossa imaginação e injeta um pouco de ânimo em nossas veias...

Nada pode ser maior que a Vida, a não ser Aquele que a criou, não é mesmo? Fazer como você bem falou: desfrutar daquilo de bom que a vida nos ofereça e sermos felizes por isso.Viver é realmente uma grande dádiva.

Como é bom vê-la por aqui.

Super Beijo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Baixar Sertanejo - Templates Grátis