Março de 2009 por Will Lukazi

''Já fui Caminho, já fui Paisagem e hoje eu sou Destino ''

Este Blog é Membro da...

Post 151

segunda-feira, 12 de setembro de 2011.







                                                       

Vê, meu amigo! Está escuro este lugar! O amor morreu por estas bandas. Ouvi dizer que ele corria pelos campos ferido de morte, cambaleante, espalhando sangue e suor pelas pétalas das flores dessa derradeira primavera. Ainda conseguiu se arrastar até um pequeno riacho aonde bebeu seu último gole de água __ última sensação agradável que teve. O bosque havia amanhecido sombrio naquele dia. E os pássaros   relataram que observaram tudo de cima. Não batiam asas. Estavam nos galhos das árvores, imóveis, apavorados com tamanha selvageria. Tristes e com olhos encharcados presenciaram a luta pela vida e pelo oxigênio durante horas à fio, mas foi em vão__ o Amor não resistiu. Morreu de bruços sobre seus sonhos e vestimentas rasgadas e sujas. Um esboço de sorriso chamava a atenção de quem via aquele corpo sem vida. Ele ainda sorria. No solo aonde caiu morto havia lírios e um silêncio proposital de toda fauna e flora. Uma chuva bem suave caía do céu como se quisesse refrescar um pouco da alma do mais recente falecido. O Amor havia morrido... morrera e todos sentiam que tinham alguma culpa naquilo. A inocência não era bem-vinda ali naquele dia. 

Soube-se apenas que o Algoz, impiedoso Assassino, gargalhava muito enquanto o feria e não havia quem pudesse detê-lo no seu intuito. Era forte, alto, cor de escarlate e tinha uma luz estranha nos olhos. Numa mão trazia palavras e na outra uma espada. 


E foram estas as armas.


OUÇA O POST 151




 **IMAGEM FILME 'A GAROTA DA CAPA VERMELHA'**



16 Comentários:

Anônimo disse...

Maravilhosa postagem!!!
Parabéns!!!

Sandra Almori

Will Lukazi disse...

Olá Sandra! Tudo bem contigo?

Obrigado pela visita e pelo comentário.

Seja sempre bem-vinda!!

Super Beijo!!

Paola Vannucci disse...

Super Will,

Maravilhoso foi ler a postagem e depois escutá-lo... super massa

adorei,

isso é uma revolução

beijinhos meu amigo

apareça no meu blog, tem artigo novo

Zélia Gadelha disse...

Sei quanto dói enterrar um amor... Mantê-lo vivo nessa sociedade em que as relações estão cada vez mais voláteis... manter os seus sinais vitais está cada vez mais difícil! Mas enfim Will, eu não sou culpada! Rsrs... Adorei o texto! Bjusss

Anônimo disse...

Maravilhoso!!!!






R

Will Lukazi disse...

Olá Paola Vannucci! Tudo bem contigo?

Obrigado, poetisa! srsrs...achei esta ferramente através de minha amiga Cris do Blog CAFOFO ON LINE e de vez em qdo a uso, porém creio que está com os dias contados a gratuidade do sistema.

Te visitarei sim, tá bom...volte sempre também.

Super Beijo!

Will Lukazi disse...

Olá Zélia! Tudo bem contigo?

Você disse tudo e matou a charada__como sempre, diga-se de passagem...rsrsr....

Sim, você não é a culpada....rsrsr...
acho até que as investigações já se encerraram...rsrsr....

Um Super Beijo, Zélia! É sempre um prazer enorme recebê-la aqui!

Will Lukazi disse...

Olá amiga R! Tudo bem contigo?

Obrigado, amiga! É sempre uma satisfação encontrá-la por aqui...rsr

Super Beijo!

DÉIA disse...

oi will, acho q todos nós já matamos um pouco de Amor em algum momento da vida da gente,eu ñ falo só do amor romantico mas tbm das outras maneiras de manifesta-lo, amizade, familia etc
Tbm já fomos assassinos do amor, porém o mais importante é o quanto dele ainda resta na gente. Ou quem, ainda o temos em grande escala. beijo amei o post

Will Lukazi disse...

Olá Déia! Tudo bem contigo?

Acho que você foi muito feliz em interpretar este post desta forma. Sim, já matamos o amor em algum momento em nossa vida, mas o que interessa realmente, como você disse, é o quanto dele ainda resta ou abunda dentro de nós. Teu comentário daria até um outro post. Parabéns e obrigado.

Super Beijo!

BLOG DE POESIAS DO PROFEX disse...

Will, muito boa a postagem.
Temos de escolher bem as armas...

Will Lukazi disse...

Olá Profex! Tudo bem contigo?

Agradecido ao Blog de Poesias do Profex pela visita e pelo comentário deixado.

Fico feliz que tenha gostado da postagem, nobre companheiro!

Volte sempre que quiser e espero que sejam muitas vezes...rsrsr...

Super Abraço!

Van disse...

Eu , na minha humilde vestimenta rota de poeta que sou (pelo menos tento ser , amigo Will) , não acredito que alguém possa matar o amor... o amor é algo imortal e revestido de uma couraça de linho intransponível por trás de um véu da seda mais pura e mais alva que pode existir nesse universo...

O amor não morre , apenas muda de dono , muda de ares , muda de braços , de afagos , de carinho. Muda de dono , mas permanece vivo e inteiro por mais ferido que possa estar. Junta seus cacos e recobre-se de esperança até alcançar novo sol !

Atualizando status de comments...hehehehehe... Saudadessssss Grande Beijo !

www.meusescritoseoutraspalavras.blogspot.com

Will Lukazi disse...

Olá Van! Tudo bem contigo?

Ora, poetisa, quanta humildade é esta? Sei que você tem muita autoridade para opinar sobre a matéria ( vide teus belos posts ).

Sua visão de amor é algo surpreendente, Van, aliás como deve sempre ser, na minha opinião.

Atualizou geral hein...rsrs....

Sem problema, vou pagar tudinho...rsr....

Super Beijo!!!

Van disse...

E não é que o senhor pagou mesmo , direitinho ? Agora estamos sem débitos... quer dizer...acho que vc ainda tem um novo lá pra comentar , mas tá fácil pra vc agora...hehehehe

Obrigada , amigo , por achar minha visão sobre o amor surpreendente , na verdade é que ele sempre me surpreende !

Beijão com saudades !

Will Lukazi disse...

Olá Van! Tudo bem contigo?

tá vendo como eu sou bom pagador????...kkkkk....

O que? tem um novo lá? Estou indo agora...rsrs....
Como você bem disse: agora tá 'facinho' de pagar né...rsrsrs...

Sua visão sobre o amor me fascina e me hidrata também....

Super Beijo....

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Baixar Sertanejo - Templates Grátis